Antes de tudo, vamos só relembrar quem precisa fazer, obrigatoriamente, a declaração do Imposto de Renda 2020. Com base nos rendimentos de 2019, se você teve:

  1. Rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.
  2. Rendimentos tributados direto na fonte ou isentos (que não pagam imposto ao serem ganhos), acima de R$ 40.000.
  3. Ganho de capitalou realizou operações em mercados futuros, na Bolsa de Valores, etc. em qualquer mês do ano.
  4. Posse ou propriedade de bens ou direitos com valor total acima de R$ 300.000.
  5. Condição de residente no Brasil a partir de qualquer mês do ano e permaneceu assim até 31 de dezembro de 2019.
  6. Receita bruta de atividade rural igual ou superior a R$ 142.798,50.

 

Se você preenche pelo menos um dos requisitos acima, você deve declarar, obrigatoriamente, até o prazo estipulado pela Receita Federal.

Se você não se encontra em algum dos requisitos, então você pode se considerar isento. O que não significa que não possa declarar. Em alguns casos, vale a pena declarar mesmo sendo isento:

  1. Teve algum tipo de retenção de impostoao longo do ano no seu contracheque? Ao declarar, você pode recuperar esse valor, seja qual for.
  2. Pretende fazer financiamento? Ao ter a declaração em mãos fica mais fácil liberar financiamentos ou empréstimos pessoais, isso porque o documento comprova a sua renda e confirma que não possui outros imóveis, caso tente financiar pelo Sistema Financeiro de Habitação, por exemplo.
  3. Quer obter visto para viajar ao exterior? Ter a declaração ajuda a comprovar a sua condição financeira, que poderá se sustentar durante a viagem, bem como revela vínculos com o Brasil, garantindo que você irá voltar. Exigências como essas são solicitadas por países como Estados Unidos, por exemplo.

Isentos não precisam declarar dentro do prazo.

 

Qual é o prazo para fazer a declaração?

 

prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2020 iniciou no dia 2 de março e encerra no dia 30 de junho, às 23h59min. Normalmente esse prazo vai até final de abril. Neste ano, exclusivamente devido à pandemia de coronavírus, o prazo foi estendido por mais dois meses.

Apesar de ter mais tempo, fique atento para não se perder e deixar o prazo passar. Reúna todos os documentos necessários e programe-se para fazer a declaração do Imposto de Renda 2020 logo, porque quanto antes você declarar, antes irá receber a restituição.

 

E se eu não fizer a declaração?

 

Apesar do prazo ter sido estendido, a multa por não declarar permanece: quem é obrigado a declarar deve fazê-lo até dia 30 de junho ou precisará pagar no mínimo R$ 165,74, podendo ir a até 20% do Imposto de Renda devido.

Além disso, o contribuinte que atrasa a declaração paga juros Selic enquanto durar o atraso! A taxa, hoje, gira em torno de 3,75% ao ano.

Fonte: Jornal Contábil

 

Share This

Share this post with your friends!

Open chat
Olá! eu sou a Cristiane, como posso lhe ajudar? Clique novamente no ícone do whatsapp para iniciar uma conversa!
Powered by